Luxação patelar

O que é luxação traumática?

Luxação é um deslocamento súbito, parcial ou total de um ou mais ossos de uma articulação.

A luxação traumática ocorre mediante a ação de uma força, que atua direta ou indiretamente numa articulação, deslocando o osso para uma posição anormal.

Grande parte de nossas articulações pode sofrer uma luxação, e quando ocorre, gera muita dor, incapacidade imediata e demonstra uma deformidade notável. A luxação é uma situação grave e deve ser tratada rapidamente por um médico especialista.

Qualquer um de nós pode sofrer luxação de alguma articulação durante a vida e geralmente as luxações de causa traumática ocorrem em articulações previamente normais.

Luxação patelar

A luxação patelar traumáticas ocorre geralmente após lesões esportivas, ocorrem na idade adulta, são unilaterais (envolvem apenas um joelho), acometem indivíduos com arquitetura da articulação entre a patela e o fêmur normal, com alinhamento do joelho normal, apresentam igual distribuição de ocorrência entre os sexos, e geralmente ocorrem somente uma vez.

Uma nova luxação patelar pode ocorrer em 17% nos próximos 2 a 5 anos, naqueles indivíduos que deslocaram a primeira vez. Caso haja uma segunda luxação, a probabilidade de ocorrer uma próxima vez é de 50% no mesmo período de tempo.

Diagnóstico

No exame físico, pode-se observar um joelho extremamente doloroso, principalmente medial, derrame articular e equimose medial.  

Uma radiografia simples demonstra a luxação patelar. Tomografia e ressonância não são necessário na urgência, podendo ser pedidas no acompanhamento ambulatorial para investigação de alterações associadas ou predisponentes.

Tratamento

O tratamento de uma luxação traumática se baseia na redução da luxação, ou seja, retornar o osso a sua posição original. Tal manobra deve ser executada por um médico especialista, pois a tentativa de redução feita de forma inadequada pode agravar a lesão.

Baseado na revisão sistemática de 70 artigos da literatura, o tratamento não cirúrgico foi recomendado na abordagem dos casos de primeira luxação patelar de origem traumática após a redução ter sido realizada.

Na urgência é realizado a redução e imobilização do joelho, seguido por exercícios de fortalecimento do quadríceps.

Algumas situações especiais podem conduzir ao tratamento cirúrgico na primeira luxação da patela: fraturas com fragmentos de cartilagem e osso (osteocondrais) livres dentro da articulação e lesão completa do retináculo medial (estabilizadores internos da patela) com ampla exposição do espaço articular com o espaço subcutâneo.

Técnica de redução da luxação

luxação patelar

A luxação patelar aguda ocorre quando a patela se desloca “para fora” do seu trilho no fêmur (troclea).  

Geralmente ocorre por movimento abrupto de torção (movimento rotacional associado à flexão). Na maioria das vezes, o paciente se apresenta no pronto-socorro com a luxação reduzida espontaneamente.  

Manobra: como o joelho fica em leve flexão, fazer a extensão do joelho e aplicar uma força em direção ao centro do joelho, a partir da borda lateral da paleta.

Referências:

Reconstrução do ligamento patelofemoral medial para tratamento da luxação recidivante da patela
Luxação aguda da patela

MUITO BOM! VOCÊ LEU TODO O CONTEÚDO. Ficou alguma dúvida? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe essa informação!
ortopedista de joelho
ortopedista de joelho

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *