Lesões nos ligamentos colaterais do joelho

As lesões nos ligamentos do joelho, como também são conhecidas, são bastante comuns em esportes de alto rendimento e implicam no afastamento da pessoa por um longo período da prática de exercícios. Isso porque, dependendo do modalidade, ela pode exigir muito da região. O futebol, por exemplo, é o esporte que mais causa lesões nos joelhos.

O que são os ligamentos do joelho?

Os ligamentos ligam um osso a outro e são formados por tecido fibroso. Eles são responsáveis por dar estabilidade às articulações e impedem a rotação excessiva e a movimentação anormal da patela, do fêmur e da tíbia — o que pode causar o deslocamento desses dois ossos.

Quando há uma ruptura de um desses ligamentos, o joelho pode se tornar instável e gerar episódios de falseio, dor e inchaço.

Existem quatro ligamentos no joelho: os cruzados anterior (LCA) e posterior (LCP), e os colaterais medial (LCM) e lateral (LCL).

ligamentos do joelho

Tipos de lesões

Existem 3 graus diferentes para classificar as lesões nos ligamentos do joelho, que são:

  • 1º grau – entorse do ligamento sem instabilidade;
  • 2º grau – entorse com instabilidade, mas com continuidade das fibras;
  • 3º grau – ruptura completa do ligamento.

Também existem diferentes tipos de lesões, dependendo da região dos ligamentos que estão sendo afetadas. Veja quais são:

Lesão do LCA >

Lesão do LCP >

Lesão do Ligamento Colateral Medial (LCM)

É a lesão mais comum nos ligamentos do joelho. O ligamento colateral medial tem a função de evitar a rotação externa da tíbia em relação ao fêmur. Ela acontece quando o joelho acaba sendo forçado de “fora para dentro”, o que pode ocorrer por causa de traumas ou esforços repetitivos.

Os sintomas dessa lesão costumam ser dor na parte interna do joelho, que pode ser acompanhada de inchaço e uma sensação de instabilidade, além da hemartrose (quando há derramamento de sangue dentro da articulação).

Lesão do Ligamento Colateral Lateral (LCL)

Esse ligamento ajuda a estabilizar o lado externo do joelho. Essas lesões acontecem quando o joelho é forçado de “dentro para fora” e podem manifestar-se como distensões, entorses ou rupturas. Lesões deste ligamento são menos comuns que as do colateral medial, mas são mais graves que as do medial — e o tratamento também mais complicado.

Os sintomas dependem do grau da lesão, mas costumam gerar dor no lado externo do joelho acometido, com inchaço e instabilidade.

Acupuntura para lesões: como ela pode ajudar no tratamento? >

Tratamento das lesões

O tratamento para lesão nos ligamentos do joelho variam de acordo com o grau da lesão, mas algumas recomendações são fundamentais:

  • Evitar esforço no joelho acometido;
  • Elevar a perna afetada, colocando-a sobre algum apoio sempre que possível;
  • Utilizar compressas de gelo algumas vezes ao dia no local onde houver dor;
  • Uso de alguns medicamentos específicos, porém só com a prescrição médica;
  • Palmilhas que ajudam na eliminação das dores e incômodos provocados pela lesão;
  • Em casos de rompimento total, pode ser necessário o processo cirúrgico para recuperação do ligamento. Mas somente um médico poderá dizer se é realmente o caso ou não.

Fisioterapia para o joelho

A fisioterapia é uma forma de tratamento para disfunções e incapacidades físicas. Neste caso, irá trabalhar exercícios para recuperar a musculatura do joelho. O tratamento fisioterapêutico para a reabilitação do joelho deve ser escolhido pelo próprio fisioterapeuta da pessoa.

As sessões costumam envolver, principalmente:

  • Controle da dor e do edema;
  • Correção biomecânica e estabilidade de movimentos, pelos treinamentos de força e equilíbrio;
  • Exercícios que ajudam na prevenção de futuras lesões.

Durante o tratamento, podem aparecer sintomas como a tendinite, dificuldade em movimentar a perna e fraqueza muscular, que também devem ser tratadas na fisioterapia.

Quando ocorrer ruptura total do ligamento, será acompanhado de instabilidade, então a pessoa precisará passar por tratamento operatório.

Tratamento operatório para lesão do ligamento colateral lateral >
Tratamento operatório para lesão do ligamento colateral medial >

O processo de reabilitação é mais longo, com duração entre três e seis meses. A reabilitação e a volta às atividades físicas dependerão da evolução do quadro de cada paciente.

MUITO BOM! VOCÊ LEU TODO O CONTEÚDO. Ficou alguma dúvida? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe essa informação!
ortopedista de joelho
ortopedista de joelho

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *