Consequências do constante uso do salto alto

O uso do salto alto, além de prejudicar seriamente a coluna faz com que ao caminhar a postura fique alterada. Os popularmente chamados sapatos de salto causam pressão em excesso nos pés onde comumente ocorre metatarsalgia.

Outros danos são causados por andar continuamente de salto alto. O hábito pode levar por exemplo, ao encurtamento dos músculos localizados na parte de trás da perna. Causa dores musculares e dor constante nos joelhos, contribuindo para a condropatia, relata o ortopedista especialista.

Especialista em Joelho no Distrito Federal

Além disso, ao aumento da carga sobre os dedos (antepé), com o calcanhar elevado, altera a biomecânica dos membros inferiores e da região lombar, pois é grande a sobrecarga, já que o peso do corpo permanece concentrado em uma pequena região dos pés.

Quem mais sofre com a elegância feminina é a coluna pois há o aumento na curvatura da região lombar (hiperlordose).

Mas, ainda tem o risco de entorses, e inflamação nos tendões, principalmente do joelho e do tornozelo. A parte vascular também é vítima do salto alto. Ao diminuir a contração muscular fica reduzido o retorno venoso podendo causar um edema nas pernas, principalmente em pessoas com predisposição.

Ainda podem ocorrer as calosidades, joanetes e encravamento das unhas, principalmente se o sapato for de bico fino.

Principais problemas aos membros inferiores

Como provoca o encurtamento da musculatura da perna e do tendão calcâneo, tem de trabalhar o alongamento e fortalecimento dessas estruturas constantemente.

Dicas para o uso do salto alto

  • Procure alternar usando diferentes tipos de saltos no cotidiano. Faça um rodízio usando um dia um formato de salto, no outro dia um mais confortável.
  • Saltos muito altos e que não dão total equilíbrio ao corpo, como o salto agulha, por exemplo, não devem ser usados todos os dias. Este tipo de salto levanta o calcanhar excessivamente. Por ser um salto muito fino, o peso do corpo vai ficar todo concentrado na ponta de seus pés. E isto causa desconforto, dor nas pernas e nos pés e prováveis doenças na coluna.
  • Mude o tamanho dos saltos. Isto quer dizer que o melhor é você variar os centímetros de seus saltos. Quando você varia os tamanhos seus músculos não serão forçados em excesso todos os dias e estarão experimentando diferentes estágios de contração.
  • Procure evitar fazer longas caminhadas em uso do salto alto. Se o lugar onde você precisa ir é longe e você não dispõe de condução, vá com uma sandália mais baixa até chegar mais próximo ao local. Estando perto, troque a sandália pelo salto alto.
  • Cuide de seus pés e pernas. Prepare-os para aguentar o uso do salto alto. Fortaleça e alongue sues músculos e tendões dos membros inferiores de rotina.
  • Saiba que saltos em torno de 3 centímetros são o melhor para o uso diário.

Referências

MUITO BOM! VOCÊ LEU TODO O CONTEÚDO. Ficou alguma dúvida? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe essa informação!
ortopedista de joelho
ortopedista de joelho

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *